Edifícios Tortos no Litoral de São Paulo

Edifícios Tortos no Litoral de São Paulo

Você sabia que existem apartamentos em Santos, litoral Sul de São Paulo, que são tortos? Eles foram construídos entre 1950 e 1960 e passaram a afundar a partir do ano de 1970. Aproximadamente 65 prédios possuem suas estruturas comprometidas devido às fundações rasas. O motivo que levou os prédios a entortarem é o fato de suas estruturas estarem fincadas a menos de dez metros para sustentar o empreendimento em um terreno instável, as inclinações variam de 50 cm a 1,80 metros entre a base e o topo.

Santos tem um solo considerado de má qualidade (o 2º pior do mundo, perdendo apenas para a Cidade do México, capital do México) e essa característica do solo da cidade exige que os edifícios sejam construídos sobre fundações profundas.

Como uma solução para realinhar tais edifícios, utilizaram macacos hidráulicos. O primeiro prédio realinhado foi o edifício Núncio Malzoni que apresentava cerca de 2,1 metros de desaprumo (a maior inclinação da Orla) e foi necessário o desembolso de R$ 1,5 milhão de seus dezessete proprietários para a correção.

Apesar dos prédios terem se tornado atração para os turistas, os moradores não veem graça e preocupam-se com a situação. Na correção do edifício Núncio Malzoni de 6.500 toneladas, foram necessários 14 equipamentos hidráulicos para levantar as estruturas. Subiam 5 milímetros por dia e os vãos que surgiam eram preenchidos com chapas de aço quando se alcançava o prumo e os macacos eram retirados, em seguida, foram construídas estruturas de concreto que ligaram as vigas antigas às novas estacas.

Os moradores desses edifícios sofreram com a desvalorização dos imóveis em cerca de 75% e apesar de ser interessante de ver imóveis “tortos” sendo normalmente habitados, em breve, se o dinheiro necessário para a correção for obtido e tudo ocorrer bem no processo, não haverão mais prédios tortos na cidade de Santos.

 

Texto enviado por: Real Consultoria Imobiliária

 

VN:F [1.9.22_1171]
Quantas estrelas essa pagina merece?
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário